Select Page
Um Barman que se torna pescador de homens
MSD Portugal
24. Julho 2022

Depois de ter fugido de casa dos meus pais, trabalhei num bar em Itália onde fiz amizades.  Bebíamos muito e consumíamos drogas.  Um dia, pelas quatro da manhã, um colega passou-me para a mão um calendário cristão; tinha-lhe sido oferecido por uma mulher e ele pensou que talvez fosse da minha religião.

Quando amanheceu e já estava a sair da ressaca, comecei a ler as folhas do calendário; na capa vinha o endereço de uma pequena igreja da cidade onde estávamos. Logo que me foi possível fui a essa igreja; aí fui recebido com muito amor e compreeensão, apesar dos meus problemas.

Sendo eu filho de um pastor na Argentina, voltei as costas a Jesus durante onze anos.  Entreguei-me ao álcool e às drogas.  As pessoas que encontrei naquela igreja ajudaram-me a recomeçar uma nova vida com Jesus.

Entretanto regressei à Argentina. Constituí família e agora tenho a alegria de mostrar a muitas pessoas o caminho que leva a Deus. Tive a experiência do filho pródigo que regressou a casa.

Texto da semana: Lucas 15.11-32

Amável, claro….

Por vezes é difícil dizer a verdade e amar ao mesmo tempo, porque podem tomar-nos pelo que não somos. Viver no amor e...

Uma procura incessante

Naquele dia saí calmamente do comboio. O sol acariciava-me o rosto e eu estava feliz por recomeçar a trabalhar. Depois...

Vergonha e dignidade

«Devias ter vergonha!» A mãe estava constantemente a dizer-lhe isto. Ele caiu nas malhas da droga e mais tarde na...

Uma colheita tardia

Sara, uma menina de dez anos, mostrou-se entusiasmada por participar no concurso do girassol mais alto. Colocou...

E a corda rebentou…

Num museu nos Alpes pode ver-se uma corda de sisal que se partiu; está exposta como memorial da trágica morte de...

Sacrifícios porquê?

Muitas vezes o ser humano está pronto a fazer sacrifícios para obter alguma coisa ou ganhar um favor. Consagramos...

Ser realmente livre

Qual é o signiificado da palavra «liberdade»? Podermos fazer ou não aquilo que nos agrada? Retirarmo-nos quando nos...